Paciente internada no hospital SMH precisa de doação de sangue

A paciente Adriana Paula de Souza está internada no Hospital SMH e vai fazer uma cirurgia delicada, por isso, está precisando de doação de sangue, de preferência O+, mas outros tipos também podem doar.

As doações podem ser feitas de segunda a quinta-feira das 7h30 às 10h30.

Para Doar:

• Ter idade entre 18 e 69 anos
• Doadores com idade de 16 e 17 anos de idade, são aceitos para doação mediante a presença e autorização formal dos pais e/ou responsável legal;
• O limite de idade para primeira doação é de 60 anos;
• O candidato à doação deve estar em boas condições de saúde, sem feridas ou machucados no corpo;
• Pesar acima de 50 kg (com desconto de vestimentas);
• Apresentar documento de identidade com foto, emitido por órgão oficial: RG., carteira profissional, carteira de motorista, etc.
• Ter repousado bem na noite antes da doação;
• Evitar o jejum. Fazer refeições leves e não gordurosas, nas 4 horas que antecedem a doação;
• Evitar uso de bebidas alcoólicas nas últimas 12 horas, evitar também fumar antes e após a doação;
• Evitar vir acompanhado com crianças, sem acompanhantes.

Não pode doar:
Quem tem ou teve as seguintes doenças:
• Hepatite após os 11 anos de idade;
• Lepra (Hanseníase);
• Hipertireoidismo e tireoidite de Hashimoto;
• Doença auto-imune;
• Doença de Chagas;
• AIDS;
• Problemas cardíacos (necessita avaliação e declaração do seu cardiologista);
• Diabetes;
• Câncer;

Outras situações:
• Fez ou faz uso de algumas drogas ilícitas nos últimos 12 meses;
• Mantém relações sexuais de risco;
• Gestantes ou mulheres que amamentam bebês com menos de 12 meses;

Devem aguardar para doar sangue:
• Quem fez algum tipo de procedimento dentário – de 1 a 30 dias (de acordo com o procedimento);
• Quem recebeu transfusão de sangue e ou parceiros (as) de pacientes que receberam sangue ou fazem hemodiálise – 1 ano;
• Tatuagem e piercing – de 6 meses à 1 ano (passará por avaliação);
• Piercing em língua ou órgão genital – 1 ano após a retirada
• Tiver algum desses sintomas (gripe, tosse, dor de garganta, rinite, febre, resfriado) – 7 dias após a cura;
• Diarreia – 1 semana após último episódio;
• Tiver alguma infecção não tratada ou em tratamento – 15 dias após cura;
• Herpes labial – após a cicatrização total da lesão;
• Aborto ou parto normal – 3 meses;
• Cesárea – 6 meses;
• Amamentação – liberado quando a criança tiver 1 ano;
• Cirurgia – pode variar de 1 à 12 meses;
• Doenças em geral – passará por avaliação na triagem;
• Vacinação:
– Brucelose, Cólera, Coqueluche, Difteria, Febre tifóide, Hemophillus influenzae, Hepatite A, Hepatite B recombinate, HPV, Influenza H1N1, Leptospirose, Meningite, Peste, Pneumoco, Pólio (Salk) e Tétano – 48 horas
– BCG, Caxumba, Febre amarela, Influenza, Pólio oral (Sabin), Rubéola, Sarampo, Varicela e Varíola – 4 semanas;
– Raiva após exposição com animal – 1 ano;
• Quem fizer uso de medicações (trazer sempre o nome de qualquer medicamento que tenha feito uso);

você pode gostar também Mais do autor

Comentários estão fechados.

error: Favor não reproduzir o conteúdo do AeP sem autorização (contato@aconteceempetropolis.com.br).

Send this to a friend