“Metrô – os trilhos que mudaram o Rio” é lançado na Casa de Cláudio de Souza

Nesta quarta-feira (17), a Casa de Cláudio de Souza recebe o lançamento do livro “Metrô – os trilhos que mudaram o Rio”, de Angela França, às 19h. O evento é gratuito aberto ao público.

O livro tem por objetivo apresentar aspectos históricos da construção e dos primeiros anos de operação do metrô até os dias atuais, com um amplo acervo fotográfico, de notável valor histórico, contado por quem vivenciou esta evolução bem de perto, participando de cada momento.

A autora aborda as dificuldades da sua construção que exigiu engenhosidade e criatividade da engenharia pelas dificuldades encontradas devido à geografia da cidade, os transtornos que causou no comércio por onde passou, o arrojado projeto com arquitetura modernista premiada pelo Instituto de Arquitetos do Brasil, a revitalização da cidade através da reurbanização dos locais públicos.

O metrô levou 11 anos desde a criação da Companhia até rodar o primeiro carro, mas por ser um sistema totalmente inovador, eficiente, seguro, confortável, moderno e rápido fez com que o carioca logo se apaixonasse por ele. Contribuiu muito para o desenvolvimento econômico e social da cidade, colocando o Rio de Janeiro entre as grandes cidades da América Latina a ter um sistema de transporte dos mais modernos. Foi o primeiro metrô com ar condicionado nos carros devido ao clima tropical da cidade carioca, é o segundo metrô do país em movimento de usuários e também o segundo mais extenso, ficando atrás apenas do metrô de São Paulo.

Editado após quase 37 anos do início da operação, a obra torna pública a história do metropolitano, que se confunde com parte da história da cidade do Rio de Janeiro, acrescentando um grande conhecimento sobre o transporte urbano sobre trilhos.

Sobre a autora

Angela França é engenheira e consultora, e atuou por muito tempo na área de transportes, normalização técnica e qualidade.

Sua carreira teve início em 1976, quando foi admitida na Companhia do Metropolitano do Rio de Janeiro – metrô, onde atuou por 35 anos, tendo começado como estagiária até se tornar assistente da diretoria. Chefiou um grupo de técnicos na área de manutenção eassou também pelas áreas de projeto, operação, testes, planejamento.

Assumiu a presidência do Comitê Brasileiro Metro Ferroviário da ABNT , tendo sido eleita por três mandatos consecutivos e permanecendo à frente do CB-06 por seis anos, quando neste período participou da missão diplomática realizada na Polônia.

Foi homenageada em 2012 pela Federação Nacional dos Trabalhadores Ferroviários e pelo Serviço Social das Estradas de Ferro pelo seu empenho e dedicação à causa do patrimônio humano e cultural das estradas de ferro e da dignificação do trabalhador ferroviário e, em 2004, pelo Movimento de Preservação Ferroviária durante o Seminário de Preservação e Revitalização Ferroviária na cidade de Porto Alegre.

Atualmente realiza cursos e consultoria nas áreas de gestão documental, atendimento ao cliente, qualidade e técnicas de vendas.

você pode gostar também Mais do autor

Comentários estão fechados.

error: Favor não reproduzir o conteúdo do AeP sem autorização (contato@aconteceempetropolis.com.br).

Send this to a friend